Capela da Loureira

Dados do Património
Nome: Capela da Loureira

Em 1610, de acordo com as Memórias do Bispado de Leiria, no tempo de Martim Afonso Mexia, bispo de Leiria, foi construída a primeira capela no lugar, dedicada a Santa Marta, feita "por visitação, para administração dos sacramentos". Com imagem de vulto, estátua, os moradores eram obrigados à fábrica dela, ou seja, a zelar por ela.
Em 1883, através dos contratos de pedreiro, que vêm reproduzidos na obra Loureira 1610-2010: Estudo Histórico e Documental, verifica-se que foi por volta dessa época que se edificou o templo do século XIX. Nas proximidades da mesma, em 1902, foi colocado um cruzeiro, por parte do Juiz José Alberto, hoje património da freguesia. A capela actual, começada a construir a partir de 1967, resulta de um projecto de Camilo Korrodi, filho de Ernesto Korrodi, e Célio Cantante, arquitectos. A edificação do novo templo só foi possível devido ao enorme contributo dado pelo povo do lugar.
Para além de Santa Marta, padroeira, a partir de certa altura, Santo Amaro, proveniente da Igreja Matriz, tornou-se, em Loureira, no protector dos animais, tal como, em Magueigia, São Silvestre já tinha adquirido a mesma função. O gado protegido era comercializado na feira criada em 1935, em Loureira. O que não se vendia era levado para a dos 28, em Quinta da Sardinha.